Também chamado de “Movimento Gülen”, com atribuição do sobrenome de seu inspirador, Hizmet (significa “serviço” na língua turca), é uma iniciativa civil mundial, enraizada na tradição espiritual e humanística do Islam e inspirado pelas ideias e ativismo de Fethullah Gülen. Esse é um movimento não-ideológico, mas inspirado na fé, apolítico, social, cultural e educacional, cujos princípios básicos decorrem dos valores humanos universais, como o amor pela criação, respeito às diferenças, empatia pelo ser humano, compaixão e altruísmo. O movimento não é uma organização governamental, nem patrocinado por algum governo. Ele foca na melhoria do indivíduo para uma mudança positiva da sociedade. O movimento se diferencia por ser à favor da democracia, de liberdades, abertura à globalização, à integração da tradição com a modernidade e seu olhar humanístico. Gülen descreve-o como “um movimento de pessoas reunidas em torno de valores humanos nobres” e não concorda com a atribuição de seu nome ao movimento. 

A base do movimento consiste na diversidade dos projetos de “serviços” que são iniciados, fundados e conduzidos por pessoas motivadas, em diferentes graus, pelo discurso humanitário de Gülen. Variando de escolas privadas a instituições de ajuda a pessoas carentes e centros culturais, todos os projetos e todas as instituições, em mais de 170 países, são operacionalmente independentes, compartilham apenas a mesma filosofia de servir. Desta forma, o movimento não possui uma estrutura hierárquica. O Movimento Hizmet pavimentou um modo exemplar de trabalho em conjunto para superar os problemas da humanidade, independentemente de diferenças religiosas, étnicas ou culturais. O movimento abriu precedentes, não apenas com suas atividades, mas também pelo modo de gerar apoio financeiro, graças à revivificação dos valores islâmicos de caridade e hospitalidade. Pesquisas mostram que a média da contribuição financeira dos participantes do movimento para os projetos do Hizmet é de 5% a 10% da renda anual de cada um.

Embora o surgimento do movimento esteja ligado a uma motivação turco-muçulmana, atualmente o Hizmet é atuante em mais de 170 países, países muçulmanos e não-muçulmanos, e atrai participantes e simpatizantes de diversas religiões e culturas. A explicação para isso, segundo a socióloga americana Helen Rose Ebaugh, é que a infraestrutura do movimento, em termos de liderança organizacional, voluntariado, doações financeiras e a inspiração do movimento é transportada pela diáspora turca, ou seja, pelos imigrantes turcos que se estabelecem nos vários países do mundo como estudantes, profissionais e empresários. Como resultado disso, o Hizmet é agora um movimento transnacional tanto em seu alcance quanto no impacto. (Helen Rose Ebaugh, The Gülen Movement: A Sociological Analysis of a Civic Movement Rooted in Moderate Islam, New York and Heidelberg: Springer, 2010 – no processo de tradução para o português) 

MOVIMENTO HIZMET

INSTITUIÇÕES EDUCACIONAIS

Gülen na construção da primeira escola do Hizmet em Edirne em 1996, Turquia
Colégio Samanyolu, Ancara

Educação é o campo central nas atividades do Hizmet. Centenas de instituições educacionais foram abertas por pessoas inspiradas por Gülen, inicialmente na Turquia e hoje em mais de 170 países. Estima-se que haja mais de 1500 escolas  e universidades inspiradas pelo Hizmet em todo o mundo.

 

As escolas do Movimento Hizmet são instituições privadas, não-religiosas, não-ideológicas, patrocinadas por empresários generosos, educadores altruísticos e pais dedicados. Utilizando a instrução com tecnologia de ponta, as escolas têm demonstrado resultados acadêmicos surpreendentes e, muitas dessas escolas estão entre as mais prestigiadas em seus países. Cada escola segue o currículo estabelecido pelo país em que se encontra. As escolas geralmente são bilíngues, com ensino na língua local e em inglês, provêm bolsas de estudo para uma parte dos alunos que não podem pagar a mensalidade. O idioma turco é lecionado em algumas dessas escolas como uma disciplina opcional. Como muitas pessoas têm observado, as escolas do Hizmet são símbolos de coexistência pacífica e dedicação para servir à humanidade. Também são um ambiente de harmonia intercultural, interétnica, e inter-religiosa, especialmente em regiões devastadas por conflitos, como as Filipinas, Macedônia, Afeganistão, Norte do Iraque, Bósnia e Quênia.

Há várias universidades do Hizmet na Turquia e no mundo. São universidades privadas, sustentadas por fundações, cujos resultados acadêmicos beneficiam a humanidade em geral e os países em que estão instaladas.
Os alojamentos do Movimento são estruturas diferenciadas onde os estudantes podem morar e estudar em grupo sob a tutela de professores dedicados. Esses locais proporcionam ambientes de boa qualidade para aqueles que não podem pagar por um quarto e acomodação, além das mensalidades, refeições e livros. Os cursos preparatórios para universidade estão entre os melhores da Turquia. Eles preparam os alunos para o vestibular, obrigatório para todos aqueles que desejem entrar em uma escola superior científica ou universidade. 

Colégio Belo Futuro, São Paulo
Colégio Yamanlar, Izmir
Universidade de Lumina, Roménia

Muitos centros de ensino e salas de leitura foram criados por fundações de caridade inspiradas nas ideias de Gülen, especialmente no Sudeste da Turquia, onde jovens e mulheres têm poucas oportunidades de cursar a educação básica e o ensino superior. Esses centros e salas são gratuitos e abertos a todos. Todos os professores que trabalham neles são voluntários.

Colégio Sebat, Quirguistão
 

ORGANIZAÇÕES DE AJUDA HUMANITÁRIA

 

Há diversas organizações de auxílio humanitário do Movimento, mas a principal foi a “Kimse Yok Mu” (significado literal “Tem alguém aí?”). Kimse Yok Mu (KYM) foi uma das maiores e mais eficazes da Turquia. Foi a única entidade turca de seu segmento registrada na ECOSOC (Conselho Econômico e Social das Nações Unidas)-ONU. Kimse Yok Mu tem como objetivo levar ajuda às vítimas de desastres e outros necessitados na Turquia e no mundo. Tendo criado novas técnicas de captação de recursos, a organização levantou consideráveis fundos para as vítimas dos tsunamis no sudeste da Ásia, das enchentes em Bangladesh, assim como dos terremotos do Paquistão, Peru e Haiti. A Kimse Yok Mu construiu cerca de 20 escolas nesses países após as catástrofes. A organização levava ajuda financeira e assistência médica a muitos países do continente africano todos os anos.

 

Existem, também, hospitais na Turquia em alguns países, principalmente na África, todos fundados por empresários e médicos inspirados pelas ideias de Gülen. Esses hospitais modernos e altamente equipados oferecem serviços de alto padrão em uma atmosfera de respeito aos pacientes e fornece apoio aos cidadãos economicamente hipossuficientes. Os médicos voluntários viajam à África para examinar os doentes, fazer cirurgias e levar remédios. Milhares de africanos voltaram a enxergar após cirurgias de cataratas realizadas por esses médicos voluntários pelas organizações do Kimse Yok Mu.
 

A abertura de poços de água potável para consumo (principalmente nos países da África), distribuição de alimentos, oferecimento de bolsa de estudo, construção de escolas também eram serviços do Kimse Yok Mu e de outras instituições de ajuda humanitária inspiradas no Hizmet. 

Voluntários do Kimse Yok mu carregando alimentos para o Bangladesh

INSTITUIÇÕES INTERCULTURAIS E INTER-RELIGIOSAS

O Movimento Hizmet é amplamente conhecido por suas atividades de diálogo intercultural e inter-religioso. Há numerosas instituições culturais e de diálogo fundadas pelos participantes e simpatizantes do Movimento em mais de 170 países em todos os continentes. Essas iniciativas buscam ajudar a reunir diversas comunidades, no intuito de promover entendimento e respeito mútuos, interações de diálogo, coesão social, compaixão, cooperação e amplo serviço à comunidade, por meio de atividades culturais, acadêmicas e sociais.

INSTITUIÇÕES DE MÍDIA E EDITORAS

Entre diversas emissoras de televisão do Movimento na Turquia, o grupo Samanyolu TV era comprometida com a reportagem de notícias de forma equilibrada, objetiva e com responsabilidade social, além de programas para famílias e a promoção de diálogo intercultural e inter-religioso. O canal era transmitido globalmente por satélite.  O grupo mantinha diversos canais de rádio.

A missão da Ebru TV, que era transmitida nos EUA e Europa ainda é na África, é educar continuamente, inspirar e entreter telespectadores de todas as idades através de programação original de primeira qualidade sobre ciências, eventos esportivos, belas artes e todos os aspectos da cultura. 

O jornal Zaman foi o de maior circulação diária na Turquia, reportava opiniões e diversas perspectivas ideológicas de forma objetiva, enfatizava o diálogo e a tolerância, e foi um defensor rigoroso da liberdade de expressão. O jornal era publicado em vários idiomas e distribuído em 35 países. Chegou a ter mais de 1,2 milhão de tiragem diária, e estava com uma tiragem diária, de 700 mil até 2016, quando foi tomado pelo governo turco. 

O grupo de mídia inspirado pelas ideias de Gülen na Turquia incluía a Aksiyon, principal revista semanal do país, e a Agência de Notícias Cihan, que estava presente em mais de 50 países. Elas também foram tomados pelo governo turco.

Dentre os vários periódicos inspirados em Gülen, a Sizinti, revista mensal de ciência popular e cultura, foi publicada de 1979 a 2016. Com quase um milhão de assinantes, foi líder de vendas na Turquia no seu gênero e uma das maiores do mundo. A The Fountain, uma revista sobre pensamento espiritual e científico, é publicada nos países de língua inglesa. Há também revistas e publicações em alguns países da Europa e do Oriente Médio, como a revista Cascada, em espanhol.

Já houve mais de 20 editoras na Turquia inspiradas pelo pensamento de Gülen. Elas publicavam materiais em diversas línguas e em grande quantidade e eram consideradas grandes contribuintes para os campos da educação e literatura

Conferência Internacional Sobre Terrorismo organizado pelo CCBT  na Faculdade Cásper Líbero em março de 2016, São Paulo
 
 

INSTITUIÇÕES EMPRESARIAIS

 

Para incentivar os empresários de pequeno e médio porte a ampliar seus negócios ao mercado internacional, os voluntários do Hizmet fundaram diversas instituições empresariais, inicialmente na Turquia em seguida em todo o mundo. 
Essas câmaras de comércio, indústria e associações empresariais colaboraram muito com o volume comercial entre os países onde estavam instaladas e a Turquia. Os trabalhos do Movimento se ampliaram rapidamente havendo empresários turcos, apoiadores do Hizmet, em todo o mundo.

As pontes de comércio organizadas pela Tuskon (Confederação de Empresários e Industriais da Turquia) durante anos, reuniram empresários de dezenas de países na Turquia, possibilitando negócios não apenas entre o país participante e a Turquia, mas também entre todos os países participantes. Foram um tipo de feira de negócio inédito com seu jeito prático e eficiente. 
O volume comercial entre o Brasil e a Turquia aumentou em 35% graças a essas feiras, organizada pela CCITB (Câmara de Comércio e Indústria Turco-Brasileira), pelas contas da FIESP (Federação de Indústrias do Estado de São Paulo). 

Encontro empresarial organizada pela TUSKON, 2011, Istambul

RECONHECIMENTO

“Vocês estão contribuindo para a promoção das ideias de tolerância e diálogo inter-religioso, inspirados por Fethullah Gülen em seu movimento social transnacional. Vocês fazem isso nas ações do dia-a-dia. Vocês estão verdadeiramente fortalecendo o tecido que une a humanidade, assim como promovendo os contínuos laços culturais e educacionais que unem o nosso mundo.” Bill Clinton

42º Presidente dos EUA

“A noção de Fethullah Gülen sobre ‘aceitação empática, tolerância e respeito às pessoas do jeito que elas são’ é muito importante. Esses são realmente ideais belos e necessários. É errado tentar mudar o outro por imposição, como vemos em diversos exemplos hoje em dia.” Profa. Dra. Annemarie Schimmel 

Orientalista alemã e acadêmica
 

“As escolas do Movimento oferecem às crianças filipinas, muçulmanas e cristãs juntamente com um padrão de educação de alta qualidade, uma forma mais positiva de viver e se relacionar com o próximo.” Thomas Michel

Ex-Diretor do Secretariado Jesuíta  pelo Diálogo Inter-Religioso em Roma

"Em um mundo que carece de sentido, não há dúvida de que uma função pioneira seja necessária. É possível encontrar esse caminho nos valores que residem no coração do Instituto Gülen com suas atividades. Estes valores incluem o compromisso com o diálogo internacional, compreensão da diversidade cultural, apoio à justiça humana e amor pela paz.” Madeleine Albright

64ª Secretária de Estado dos Estados Unidos

"Eu acho que é extremamente importante as instituições como o Instituto Gülen unirem as pessoas e ajudá-las a entender que estamos todos no mesmo barco. No mundo de hoje, você não pode estar seguro às custas do outro; você não pode estar seguro e próspero às custas do outro." Kofi Annan

Secretário Geral da ONU entre 1997 e 2007 

"Vocês realizam um brilhante trabalho de integração entre os dois povos. Sou privilegiado por conhecer este trabalho realizado pelos amigos turcos." Antônio Donato

ex-Presidente  da Câmara Municipal de São Paulo

"Sou um admirador da Turquia e da comunidade turca aqui. Vejo neles o polo de entrelaçamento fazendo a cooperação entre nossos países, levando e trazendo jovens estudantes que descobrem a riqueza que há em cada um de nossos países e ficarão para sempre ligados. Muito obrigado por tudo que vocês têm feito." Cristovam Buarque ex-Senador e Ex-Ministro da Educação

“Os indivíduos e serem humanos (do Movimento Hizmet) dedicados e abnegados na busca do diálogo, do bem-estar, do encontro, enfim da vida como ela é ou deveria ser. Na condição de brasileiro, judeu e humanista estou com a esperança renovada, de que o único e verdadeiro caminho para a paz é o diálogo, significativo e relevante, transformador e sobre tudo verdadeiro.” Sergio Napchan

Diretor Geral da CONIB 

“O Movimento Hizmet se tornou uma voz muito influente no mundo, tanto no diálogo entre religiões como na civilização das sociedades.” John Esposito

Professor da Universidade Georgetown

“A Fundação de Jornalistas e Escritores e seu presidente honorário, Fethullah Gülen, foi o primeiro grupo que tornou possível aos membros de diferentes crenças sentarem-se lado a lado em uma mesa de jantar de amizade. Nós, agora, seguimos seus passos nessas atividades.” Mesrob II Mutafyan foi 

84º Patriarca Armênio de Istambul

 

Este site é preparado pelo CCBT        www.ccbt.com.br       © 2018